´Turismo para leigos e curiosos’ será lançado dia 18 em São Paulo.

O autor, David Leslie Benveniste, é experiente profissional do setor; ex-presidente do Skål São Paulo; vice-presidente do Skål Brasil e atual executivo responsável pela CBS Marketing Services e CBS Turismo & Eventos, atuando, também, como consultor na área de Desenvolvimento Organizacional e como professor e palestrante sobre Operações Turísticas, Marketing de Destinos , Planejamento Estratégico e Organização de Eventos.
Capítulos: A obra reúne, em 14 capítulos, conceitos básicos e outros assuntos de interesse para estudantes e àqueles que iniciam carreira em qualquer um dos elos que compõem a atividade turística, tais como: noções sobre mercado, demanda, oferta, produtos, serviços, protagonistas, agentes de viagens, operadores de turismo, sistema de distribuição e atividades relacionadas ao trabalho dos guias de turismo, além de terminologias inerentes ao meio, curiosidades e algumas histórias bem criativas. “É gratificante compartilhar com o past president Leslie, amigo desde os velhos tempos de VASP, o lançamento de uma publicação que chega para preencher uma lacuna editorial no setor de viagens e turismo. Com sua rica experiência, o autor contribui com a formação de novos profissionais”, afirma Aristides Cury, presidente do Skål São Paulo e vice presidente do Skål Brasil. Serviço: Título da obra: Turismo para leigos e curiosos. Autor: David Leslie Benveniste. Editora: Primavera.Data de lançamento: 18 de outubro de 2018.Local: Livraria da Vila Lorena. Horário: 19h às 21h30.Endereço: Alameda Lorena, 1731 – Jardim Paulista.Sobre o autor: David Leslie Benveniste nasceu em Alexandria, no Egito, e se radicou no Brasil em 1957, na cidade de São Paulo, onde adquiriu a sua experiência profissional prestando seus serviços, direta e/ou indiretamente, desde 1960, para as seguintes empresas: Wasserman Publicidade, Kosmostur, Viatur, Marcopolo Viagens, British United Airways, Aerolineas Argentinas, Lufthansa Linhas Aéreas Alemãs, Chapel Viagens, Companhia Assam de Hotéis, BAQ Turismo, International Travel System, GSP Turismo, Quatro Rodas Empreendimentos Turísticos, Grupo Oremar ; Tourop Operadora de Turismo, IMC / México, Incentours / Canadá, Opera Chic / Paris, Burdines Florida / USA, Editora Panrotas, Park City / Utah, Hotel Sonesta / Miami, Maritim Hotels / Alemanha, CPB – Centro de Produtividade do Brasil, Flag Produções, Cygnet Sistemas, Dicka Operadora Turística, Concorde Turismo, Qualitours, Grupo Louvre de Viagens, Intermundi, Palm Beach & Boca Raton CVB, Rede-Viagem, BRAZTOA – Associação Brasileira de Operadoras de Turismo, Keith Prowse / Brasil, Landscape Tour Operators, X-Virtual TV-Net, North America Destinations / USA.

Publicado em Turismo Para Leigos E Curiosos Será Lançado Dia 18 Em São Paulo | Com a tag , , , , , , , , | Deixar um comentário

Índia: antes e depois de ir

Quando embarquei nesta viagem de quase 4 meses pelo Sudeste Asiático, o único país que tinha receio de explorar sozinha era a Índia. Por todas as más ideias que, pelo menos em Portugal, se tem sobre o país, de que não é seguro e muito menos para mulheres: imaginem sozinhas. Fui chamada de maluca, alertada várias vezes para tudo o que de pior me poderia acontecer e claro que o tema violação também vinha sempre ao de cima devido às elevadas taxas que a Índia tem sobre este assunto. É verdade que na Índia as mulheres não são muito valorizadas e elas próprias têm noção disso. Estudei bem sobre este assunto antes da partida. Vi muitos vídeos de testemunhas indianas sobre a insegurança que elas sentem nas ruas do próprio país, que se calhar não ajudaram a limpar esta imagem má. Estes preconceitos sobre o país fizeram-me ponderar muito se seria boa ideia visitar e ser o primeiro destino da minha primeira viagem sozinha. Decidi arriscar e tomar todos os cuidados para que tudo corresse bem: usar roupa adequada, ser apreensiva com comportamentos e não andar à noite, por exemplo. Quando chego à Índia, realmente vejo uma taxa de 90% de homens nas ruas. O meu primeiro contacto com o país foi andar de metro no qual existem assentos reservados só para mulheres. Li que existem carruagens diferentes só para mulheres, mas não vi isso em nenhum dos comboios em que andei. Em muitas das situações de aflição em que me vi envolvida, nada de concreto aconteceu, a não ser na minha cabeça que ia imaginando todos os cenários piores possíveis devido a estes preconceitos. Vi muitas mulheres a viajarem sozinhas, tantas como nunca teria imaginado. Afinal a Índia não é assim tão assustadora como as pessoas pintam. Conheci pessoas muito simpáticas e o meu voluntariado permitiu-me ter um contacto com os indianos e a sua cultura, que penso nunca iria acontecer caso não o tivesse feito. Eles ensinaram-me muito sobre a Índia e fizeram-me aceitá-la como ela é e entendê-la a ponto de poder assimilar o quanto de maravilhoso tem este país que é tão diferente da nossa realidade. Se calhar o problema também reside aí. O diferente, por vezes, é assustador e causador de dúvida. Não me arrependo um segundo de ter dado uma hipótese à Índia de se mostrar como é. Para mim, a Índia é um outro mundo dentro do nosso mundo que nem todos conseguem entender e interiorizar, daí achar que não é destino para todos os tipos de viajantes. É preciso ir com mente apta a abraçar o que vamos descobrindo. É claro que há facetas da vida indiana e dos próprios indianos que não gostei, ainda assim, o balanço é positivo. Aconselho outras mulheres a irem sozinhas para a Índia pois a minha experiência, apesar de ter algumas peripécias, foi muito boa. Eu adorei conhecer o país e gostava de lá voltar para explorar novas cidades. A Índia é única e difícil, mas é um destino que te dá o que nenhum outro te pode proporcionar.

Publicado em India Antes E Depois De Ir | Com a tag , , , , , , , | Deixar um comentário

Almundo otimiza viagens com combinação de destinos; entenda.

A fim de oferecer as melhores combinações de destinos, a Almundo acaba de criar um novo conceito: “shippar” destinos. O objetivo é trazer as melhores combinações de destinos em combos, nacionais e quanto internacionais, com destinos que caibam no bolso dos consumidores brasileiros. Segundo o country manager da Almundo no Brasil, Luciano Barreto, a iniciativa de criar este conceito está alinhada com o novo hábito do brasileiro de aproveitar sua estada em um país para conhecer diversas localidades na mesma ocasião. “O crescimento do interesse por parte dos viajantes em visitar mais de um destino na mesma viagem é eminente. Por isso, procuramos oferecer as experiências mais diversas e com as melhores tarifas para voos internacionais e as mais competitivas para interior do Brasil”, explica. De acordo com o levantamento elaborado pela agência, por volta de 73% dos viajantes millennials costumam ficar em três locais diferentes em viagens maiores do que dez dias. As combinações de destinos mais escolhidos pelos viajantes de América Latina em 2017 foram Cancun e Miami, com 46% da preferência, seguida por Rio de Janeiro e Búzios (27%) e Roma e Madrid (11%). Já em 2018, as viagens mais procuradas são Miami e Nova York (42%), Barcelona, Amsterdam e Paris (17%) e, por fim, Los Angeles e Tóquio (16%).

Publicado em Almundo Otimiza Viagens Com Combinações De Destinos, Padrão | Com a tag , , , , , , , , | Deixar um comentário