Quinzena de luta na Hotelaria e Turismo.

Os trabalhadores da Hotelaria e Turismo entram na segunda semana da quinzena de luta no setor com ações nas pousadas do Grupo Pestana por todo o país e uma greve nacional dos trabalhadores dos bares dos comboios de longo curso da CP. A quinzena de luta promovida pelos sindicatos da Hotelaria filiados na FESAHT/CGTP-IN teve início no dia 19, com concentrações junto às delegações da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) no Centro e no Norte do País, e outras ações. Para a semana que começa amanhã, estão agendadas uma greve nacional na Servirail (bares dos comboios da CP) e ações com distribuição de um comunicado aos clientes das pousadas do Grupo Pestana. Para dia 28 de Março, dia da juventude, foi emitido um pré-aviso de greve para permitir que os jovens trabalhadores do setor possam participar na manifestação convocada pela Interjovem/CGTP-IN, em Lisboa. Estão ainda agendadas outras ações, como é o caso da greve dos trabalhadores do Eurotel de Altura, no Algarve, ou as concentrações junto aos hotéis Marriot e Roma, em Lisboa. A FESHAT já convocou uma acção nacional, para 4 de Abril, em Lisboa, junto às associações patronais do sector AHRESP e Associação Portuguesa dos Industriais da Carne e da Autoridade para as Condições do Trabalho, durante a manhã. Durante a tarde, os trabalhadores devem dirigir-se para uma concentração junto ao Ministério da Economia. As principais reivindicações dos trabalhadores do setor são o desbloqueamento da negociação coletiva e aumentos salariais «justos e dignos, que reponham o poder de compra». Exigem ainda «a revogação das normas gravosas do Código do Trabalho»

Esta entrada foi publicada em Padrão, Quinzena De Luta Na Hotelaria e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *