Secretário de Turismo diz que investimentos só devem aparecer em 10 ou 15 anos.

secretario-de-turismo-diz-que-investimento-só-devem-aparecer-em-10-ou-15-anosAs autoridades sempre batem na mesma tecla quando o assunto é legado. Em vários pronunciamentos, principalmente em inaugurações de obras da Copa do Mundo, o tema do discurso é como a cidade irá ganhar com estes investimentos. Porém, isso não parece se estender para o turismo do Estado.

Poucos investimentos foram realizados neste sentido em todo o Estado de Mato Grosso. O Secretário de Estado de Desenvolvimento do Turismo, Jairo Pradela, disse em entrevista, na última quarta-feira (5), que “pouco foi feito pelas últimas administrações, por isso os investimentos também não foram muitos”.“Turismo não se faz nada a curto e médio prazo. Os resultados só aparecem a longo prazo. Nós já deixamos um planejamento para os próximos secretários não encontrarem o que nós encontramos.

Alguém tem que começar a fazer, nós fizemos isso, mas os resultados só devem aparecer daqui a 10 ou 15 anos”, comentou Pradela.  Pradela ainda explicou que como não tinha nada em andamento, a Sedtur teve de começar um trabalho do zero: “Não postergamos os investimentos no turismo.

Chegamos com várias perspectivas de projetos, mas não tinha nenhum definido”.  Salgadeira:  O secretário confirmou que o Complexo da Salgadeira deve ficar parcialmente pronto para visitação de algumas cachoeiras no período do Mundial. Porém, a obra só deve ser concluída também após o término dos jogos.

A estrada que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães também deve ser revitalizada e recapeada. Porém, a duplicação da Rodovia Emanuel Pinheiro também só acontecerá em outro momento pós-Copa.  A MT-070 que liga Cuiabá a Poconé, e que é um dos principais acessos para o Pantanal Mato-grossense, também deve ganhar revitalização. Ao todo 32 pontes de madeiras serão trocadas por outras de concreto e aço. A medida é válida, já que muitas estão em situação precária.

O secretário finalizou dizendo que os pontos fortes do turismo em Cuiabá devem ser: gastronomia, artesanato e cultura. Porém, o Pantanal continua sendo a menina dos olhos do governo: “Cerca de 12 a 15 mil colombianos devem vir para cá. Eles estão interessados no nosso Bioma.

A possibilidade de explorar o Pantanal é um ponto forte que ajudará Cuiabá aproveitar o turismo”.  Vale lembrar que foi disponibilizado ao Estado R$ 13.762.747,54 para desenvolvimento turístico na Copa do Mundo de 2014. No Portal da Transparência estão listados vários projetos e ações, porém, até agora nada foi feito ou contratado.

Esta entrada foi publicada em Secretario de Turismo e marcada com a tag , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *