Rio e Bahia lideram venda de pacotes para o Ano Novo, apontam entidades.

rio-e-bahia-lideram-venda-de-pacotes-para-o-ano-novo-apontam-entidades-imagem-01

O Rio de Janeiro e a Bahia são os dois destinos mais procurados por turistas brasileiros para o réveillon em 2013, segundo a Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa) e a Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav).

Para o presidente da Braztoa, Marco Ferraz, o Rio – especialmente a praia de Copacabana – é sempre um roteiro tradicional de Ano Novo. Já os cariocas costumam sair da cidade nessa época e ir para a Região Serrana (Petrópolis e Teresópolis) ou para a Região dos Lagos (Búzios e Cabo Frio), diz o vice-presidente de Relações Internacionais da Abav, Leonel Rossi Junior.

Em relação à Bahia, Ferraz afirma que o estado tem ficado no topo das vendas não só durante o Ano Novo, mas ao longo de 2013 inteiro.”É uma região grande e bem diversificada, com vários polos turísticos. Há também muitos resorts e dá para encontrar preço bom”, destaca.

Entre os destinos baianos mais procurados, ele cita Salvador, Ilhéus, Itacaré, Arraial D’Ajuda, Porto Seguro, Trancoso, Ilha de Itaparica, Morro de São Paulo, Praia do Forte, Costa do Sauípe e Barra Grande. De acordo com a Abav, que representa quase 3.500 agências de viagens em todo o país, praticamente 50% dos pacotes de fim do ano no país são vendidos para moradores de São Paulo (capital e interior), e os paulistas gostam muito de praia – desde Santa Catarina até São Luís do Maranhão. “O Nordeste oferece pacotes de todos os tipos, desde os que custam R$ 1.600 (divididos em dez vezes) por pessoa para passar uma semana em Fortaleza, até os resorts mais sofisticados e luxuosos que cobram R$ 12 mil por pessoa pelo mesmo período”, compara Rossi Junior.Na opinião de Ferraz, da Braztoa, os resorts são uma “fórmula imbatível”, pois reúnem praia, sol e serviços all-inclusive, o que facilita a vida de grupos como famílias e idosos, pois não há tantos gastos extras.

Outros lugares muito procurados no fim do ano, segundo a Abav, são as praias de Santa Catarina, principalmente Florianópolis (Jurerê Internacional e Costão do Santinho), as cidades históricas de Minas Gerais e a Serra Gaúcha (Canela e Gramado, onde há decoração especial de Natal). A Serra Gaúcha atrai pelo clima de montanha, que lembra o frio da Europa no Natal, tem show do Papai Noel chegando”, diz Ferraz, da Braztoa.

A associação, que representa 97 operadoras de turismo (como CVC, Tam Viagens, Agaxtur, Monark e Nascimento), ainda adiciona aos roteiros mais requisitados no fim do ano o arquipélago de Fernando de Noronha (PE), muito procurado por jovens solteiros e “baladeiros”.

rio-e-bahia-lideram-venda-de-pacotes-para-o-ano-novo-apontam-entidades-imagem-02

Destinos no exterior:

Entre as rotas turísticas mais desejadas pelos brasileiros no réveillon, segundo a Braztoa, estão Cancún, no México; Punta Cana, na República Dominicana; Orlando, Miami, Nova York, Califórnia e Las Vegas, no EUA; e Paris.”Cancún e Punta Cana têm os resorts all-inclusive. Orlando e Miami são dois dos destinos mais visitados pelos brasileiros – no ano passado, 1,5 milhão de pessoas foram daqui para lá. E tanto a Flórida quanto Nova York estão numa época boa de compras”, avalia Ferraz. Já Paris, de acordo com ele, é o “destino dos sonhos”, de poder passar uma vez na vida um réveillon em uma atmosfera diferente.

O vice-presidente da Abav, Rossi Junior, acrescenta que há países da América do Sul também muito disputados no fim do ano, como Buenos Aires, na Argentina; Santiago, no Chile; Punta del Este, no Uruguai; Lima e Machu Picchu, no Peru.

Menor escolha, maior preço:

Nesta sexta, faltam exatamente dois meses para o Natal e, para quem ainda não programou o que fazer nas festas de fim de ano, é bom correr. Segundo o presidente da Braztoa, o ideal é que viagens assim sejam planejadas com três a seis meses de antecedência – o que, na prática, é raro.Segundo Rossi Junior, da Abav, o pouco tempo que resta para o réveillon não é um impedimento tão grande em relação aos preços – “os pacotes vendidos em setembro vão ter o mesmo valor em novembro” –, mas sim à falta de escolha. “O que pode acontecer agora é a pessoa não encontrar o pacote ideal que realmente quer.

Aí a dica para economizar é: coma menos, gaste menos”, diz. Em relação ao aumento dos preços nessa época, Rossi Junior explica que as diárias de hotel no Ano Novo sobem, em média, cerca de 70% – alguns, porém, chegam a cobrar valores várias vezes maiores que o normal. “Em média, um pacote que hoje custa R$ 950 por pessoa para passar uma semana em Fortaleza vai subir para R$ 1.260 (reajuste de 32%) no Natal e R$ 1.600 (aumento de 68%) no réveillon”, compara.

Para o vice-presidente da Abav, o pequeno aumento recente do dólar não influenciou nas viagens domésticas. Ferraz, da Braztoa, complementa: “Agora, a moeda americana já se estabilizou e está até baixando. As operadoras estão vendendo muitos pacotes em dez vezes, com câmbio fixo (em torno de R$ 2,30)”.

Esta entrada foi publicada em Rio e Bahia Lideram Vendas de Pacotes e marcada com a tag , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *