Lanches e bebidas em voos – Gol amplia venda de comidas a bordo

A companhia aérea Gol ampliará, até o final do ano, o serviço de venda de lanches e bebidas para a maior parte de seus 700 voos nacionais e internacionais diários. Atualmente, passageiros de 180 voos, com duração maior que 1h15, pagam R$ 12 por um sanduíche com frios, R$ 5 por um refrigerante ou por um pacote de 30 gramas de batata chips.

No total, a companhia aérea oferece nove opções de alimentos (entre eles três tipos de lanches) e 14 opções de bebidas (quentes ou frias). O item mais barato é o café solúvel, que custa R$ 3. Para comprar um sanduíche e uma bebida, oferecidos em um combo, o passageiro paga R$ 15.

Antes da mudança, a Gol oferecia café, refrigerante e água, além de pacotes de amendoim ou batata chips em todos os seus voos. Segundo a assessoria de imprensa da Gol, o valor pago pelos clientes pela passagem não cobre alimentação a bordo, portanto a empresa não estaria obrigada a oferecê-lo de forma gratuita. O modelo de venda de alimentos a bordo de voos já é adotado por companhias aéreas de baixo custo nos Estados Unidos e Europa.

A Gol começou a testar o serviço de venda de lanches e bebidas a bordo em 2009. Na época, o serviço só era oferecido para passageiros de voos domésticos, entre o aeroporto de Guarulhos (SP) e as cidades de Belém (PA), Fortaleza (CE), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Salvador (BA). Mesmo assim, a empresa oferecia um pacote de salgadinho e água aos passageiros sem custo. Agora, apenas a água é oferecida de graça aos passageiros – se solicitada aos comissários.

Um dos motivos para a ampliação do serviço de venda à bordo, segundo a Gol, é oferecer mais opções de alimentos e bebidas aos passageiros, que reclamavam da falta de opções em voos da Gol. O cardápio completo pode ser acessado por meio do site oficial da Gol. Confira abaixo o cardápio que mostra o menu oferecido pelos comissários aos passageiros dos 180 voos da Gol que já operam o serviço de venda de lanches e bebidas:

Pegos de surpresa

Os passageiros têm reclamado em redes sociais e em fóruns de reclamações sobre produtos e serviços na internet, como o ReclameAqui, sobre o serviço de bordo pago. Eles afirmam que a Gol não informa sobre a mudança no ato da venda da passagem. Outro problema apontado pelos passageiros é o uso de dinheiro como única forma de pagamento pelos alimentos e bebidas, o que impede a compra por todos os passageiros.

Por meio da assessoria de imprensa, a Gol informou que sua equipe está trabalhando para oferecer, até o final de 2012, outros meios de pagamento pelos serviços de bordo, como o uso de cartões de crédito. A empresa também confirmou que não informa os passageiros no ato da venda de passagens aéreas, mas informa sobre os valores e disponibilidade do serviço quando consultada nas lojas ou serviços de atendimento ao cliente.

Esta entrada foi publicada em Padrão e marcada com a tag , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *